Jornada FACIS vai tratar dos desafios das práticas inclusivas no ambiente escolar

Compartilhe nas redes sociais:    Compartilhar  Twittar  Compartilhar  Compartilhar

A inclusão escolar de pessoas com algum tipo de deficiência ? seja física, intelectual, auditiva, visual, autismo ou múltiplas ? é realidade nas instituições de ensino e abordagem recorrente tanto no ambiente acadêmico quanto na mídia. A pertinência do tema levou, inclusive, à aprovação de uma legislação específica ? a Lei Brasileira de Inclusão -, que vigora desde julho de 2015.

Apesar de ser considerada uma medida necessária, justa e urgente, diante do elevado contingente de crianças e adolescentes que precisam de uma atenção especial no sistema educacional, sua implantação esbarra em problemas de ordem prática e estrutural, como ausência de uma cultura inclusiva nas escolas, escassez de profissionais treinados e, muitas vezes, falta de sintonia na visão do que significa, de fato, inclusão, entre as diferentes partes envolvidas: profissionais de educação e da saúde, familiares dos escolares, dirigentes das instituições de ensino e órgãos públicos que, direta ou indiretamente, se envolvem com esse tema.

Para aprofundar o debate e o conhecimento sobre inclusão em instituições de ensino, a FACIS ? Faculdade de Ciências da Saúde ? promoverá dia 3 de março a Jornada ?Práticas Inclusivas: uma visão interdisciplinar?. De acordo com a psicóloga e psicanalista Isabel Napolitani, coordenadora do evento, ?estamos necessariamente diante de grupos heterogêneos de profissionais e pessoas envolvidos neste processo. Desde os médicos que acompanham os alunos, contemplando os professores e todos os funcionários que trabalham direta ou indiretamente nas escolas, assim como a família e toda a rede de apoio da saúde. Desta forma, colocamos em pauta a interface direta entre a Saúde, a Educação e a família?.

A Jornada sobre práticas inclusivas faz parte do ciclo de eventos organizado pela FACIS dentre de seu programa de difusão do conhecimento sobre temas atuais para o público geral. A inscrição é gratuita e o participante deve levar no dia da jornada dois quilos de alimentos não perecíveis ? preferencialmente leite em pó e farinha láctea -, que serão doados a entidade assistencial. 

Programação
A jornada será realizada dia 3 de março das 9 às 13 horas. O programa prevê uma introdução para contextualizar o tema e palestras mostrando os desafios enfrentados na inclusão de alunos com cada uma das principais deficiências presentes nas escolas: auditiva, física, visual e intelectual e de aprendizado. As palestras serão ministradas por profissionais da área da Saúde e da Educação, reforçando a importância da abordagem multidisciplinar. ?Entendemos que estamos no campo da Educação por excelência, porém tendo como interface a Saúde. Um saber não se sobrepõe ao outro, estamos diante de um diálogo constante?, destaca Isabel Napolitani.

CRONOGRAMA:
- 09:00 às 09:45 - Introdução ao campo da educação inclusiva e seus orientadores - Filme Ex-Et-   Isabel Napolitani (Psicanalista)

- 09:45 às 10:30 - O desafio de ter um aluno com autismo/O desafio de ter um aluno com Deficiência intelectual - Salua Farah (Fonoaudiologo) e Marina S. Versolato Pugin  (Pedagoga)

- 10:30 às 11:15 - O Desafio de ter um aluno com Deficiência Visual/ Cegueira - Christiane Rebucci Manno Sevzatian (Terapia Ocupaciona)  e Neiva Silva Mazzoni   e Karina Zuniga Vielmas (Pedagogas)

- 11:15 às 12:00 - O desafio de ter um aluno com Deficiência Auditiva/ Surdo-  Daniela Cinquetti- Martins (Fonoaudiologa) e Joice Garcia Goes (Pedagoga)

- 12:15 às 13:00 - O desafio de ter um aluno com uma Deficiência Física / Múltipla- Angela do Carmo Gallan Lambertucci  (Terapia Ocupacional) e Carla Patrícia Ferreira da Conceiçã(Pedagoda)

Espaço para as questões e conversas


Serão fornecidos certificados de presença emitido pela FACIS - Faculdade da Ciências da Saúde de São Paulo

Jornadas FACIS: Inclusão Escolar
Data:  03 de Março 2018 (Sábado)
Hora: das 09h às 13h
Local: Rua Dona Inácia Uchoa, 399 - Vila Mariana/SP
Certificado: será fornecido certificado de presença

Entrada franca mediante a doação de 2 kilos de alimentos não perecíveis e inscrição prévia.